Tamanho do texto

Marcelinho Niterói morreu em confronto com policiais na favela Parque União, que foi transformada em base do grupo

Marcelinho Niterói quando foi preso no Paraguai em 2006
Agência O Globo
Marcelinho Niterói quando foi preso no Paraguai em 2006
Apontado como número 1 da quadrilha de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, o traficante Marcelo da Silva Leandro, o Marcelinho Niterói, foi morto em um confronto com PMs do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e policiais civis e federais na favela Parque União, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira (1º).

Leia também : Agora ocupado pelo Bope, Complexo da Maré vira QG da quadrilha de Beira-Mar no Rio

Conforme o iG revelou no último sábado, Marcelinho Niterói havia transformado a Parque União em um entreposto de armas e drogas para o bando de Beira-Mar, que está preso na penitenciária federal de Mossoró (RN).

Na noite de hoje, uma operação conjunta da PF (Polícia Federal), Bope e Core (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil), que contou com o auxílio de helicópteros, foi desencadeada na favela para prender Niterói.

Houve troca de tiros na rua Ari Leão. Niterói foi ferido e levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte, mas segundo o Bope, não resistiu aos ferimentos.

Marcelinho estava com uma pistola Glock e drogas cuja quantidade ainda não foi contabilizada.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.