Tamanho do texto

De acordo com a polícia, Antônio Carlos Macedo, era chefe de segurança de contraventor

Polícia cercou o local onde ocorreu o crime para a perícia
Agência O Globo
Polícia cercou o local onde ocorreu o crime para a perícia
O sargento do Corpo de Bombeiros e também chefe da segurança do contraventor Rogério de Andrade, Antônio Carlos Macedo, foi assassinado com vários tiros de fuzil e pistola enquanto dirigia sua moto, modelo Harley-Davidson, na manhã desta quarta-feira, na zona oeste do Rio.

Ele é apontado pela polícia como comandante da equipe de segurança de Rogério Andrade, acusado de chefiar a máfia dos caça-níqueis.

Macedo estava dirigindo na avenida Sernambetiba, sentido Barra da Tijuca, na praia da Reserva, no Recreio dos Bandeirantes. De acordo com policiais militares, homens que estavam em um carro fizeram vários disparos contra o bombeiro e fugiram. 

Para despistar a PM, trocaram de veículo e atearam fogo no carro que usaram para o crime, em uma via perto do local onde Macedo fora morto.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios do Rio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.