Tamanho do texto

Cidade tem quase 200 mortes, mas por estimativa da prefeituram já foram abertas 300 covas em cemitério

Sepultamento em Teresópolis. Mais de 300 covas abertas
Agência Brasil
Sepultamento em Teresópolis. Mais de 300 covas abertas

Embora o número total de mortos por causa das chuvas em Teresópolis ainda seja desconhecido, a prefeitura mandou mais de 300 covas no Cemitério Municipal Carlinda Berlim. Segundo o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Luiz Antônio da Costa Jorge, a medida é uma precaução, baseada na estimativa do total de mortos na cidade.

Os primeiros sepultamentos foram de três pessoas de uma mesma família: Eliésia de Ameida (41 anos), o filho dela, Douglas (13), e a neta Larissa, de apenas um mês e meio. Eles moravam no bairro de Santa Rosa e tiveram a casa atingida por lama e pedras. Dos seis moradores da casa, três sobreviveram. Mais sete cemitérios de cidades vizinhas poderão receber as vítimas das chuvas na região serrana.

Primeiros corpos começam a ser sepultados no cemitério municipal
Vladimir Platonow/ABr
Primeiros corpos começam a ser sepultados no cemitério municipal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.