Tamanho do texto

Jovem de 24 anos teria sido espancado por quatro homens ao tentar impedir que carro de amigo fosse roubado. Ele morreu ontem

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando a morte do professor de jiu-jítsu Diego Francisco de Oliveira, de 24 anos. O jovem morreu na última segunda-feira (6) no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, na zona norte da cidade, após ficar três dias internado.

De acordo com testemunhas, no final da noite de sexta-feira (3), o rapaz teria sido espancado por pelo menos quatro homens ao tentar impedir que o carro de um amigo fosse roubado.

O caso ocorreu na saída de um pagode no bairro de Vila Valqueire, na zona norte. Diego foi levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas depois foi transferido para o Getúlio Vargas. O jovem, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, apresentava um quadro de traumatismo crânio-encefálico.

Na semana passada, um estudante de Desenho Industrial foi espancado por vários jovens ao tentar defender um morador de rua que levava uma surra do grupo. O caso ocorreu na Ilha do Governador, na zona norte da capital.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.