Tamanho do texto

Familiares reclamam de informações desencontradas onde parte dos corpos é liberada

Parentes de vítimas se aglomeram na porta de colégio usado como IML
Urbano Erbiste
Parentes de vítimas se aglomeram na porta de colégio usado como IML
Cerca de cem pessoas se aglomeram nesta quinta-feira em frente ao Instituto de Educação de Nova Friburgo, no centro do município da Região Serrana do Rio de Janeiro. Como o Instituto Médico Legal (IML) da cidade está interditado os corpos das vítimas da tragédia, das chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro na última terça-feira, estão sendo encaminhados e identificados na escola.

Alguns parentes reclamam da falta de informação e agentes do governo estadual, no entanto, com auxílio da polícia militar, tentam organizar as pessoas. Uma funcionária ouvida pela reportagem do iG , que preferiu não se identificar, explicou que, os corpos que chegam já identificados, com o nome preso à roupa, ou uma cópia de um documento, são liberados com antecedência.

O cheiro no local é forte e algumas pessoas usam máscaras, procedimento adotado também na capela São José, e na prefeitura municipal, onde outros corpos também passam pelo mesmo processo de identificação e liberação. Caminhões chegam a todo instante com novos corpos.

A vendedora Aline Torres perdeu a avó, de 89 anos, na em um deslizamento no bairro Santa Elisa. A jovem chegou ao local por volta das 9h30 e por volta das 11h25 ainda não havia conseguido liberar o corpo do parente. “Ela já está identificada e quero levá-lo para o velório. Os funcionários tentam fazer o melhor, mas a situação está caótica.”

A falta de informação foi um dos principais problemas apontados por Arino de Oliveira, aposentado, que perdeu o filho Wenderson, de 21 anos, no desabamento no bairro Rui Sangrade. Segundo ele, o corpo do filho foi encaminhado ao corpo de bombeiros, e chegou nesta manhã ao Instituto de Educação. “Não sei se o corpo ainda está aqui. Essa situação é muito angustiante”, limitou-se a dizer.

A população de Nova Friburgo segue apreensiva com o risco de novos deslizamentos, devido ao tempo que segue instável, e a previsão é de novas pancadas de chuvas para esta quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.