Tamanho do texto

Associação dos Médicos Residentes garante que atendimentos de emergência não serão afetados

Os médicos residentes do Sistema Único de Saúde (SUS) do Rio de Janeiro entraram em greve nesta terça-feira reivindicando melhores condições salariais. A categoria exige reajuste de 38,7% na bolsa-auxílio, que é de R$6,60 por hora trabalhada. Eles pedem também o pagamento de 13º salário, licença maternidade por seis meses e auxílios moradia e alimentação.

A Associação dos Médicos Residentes do Rio de Janeiro informou que os atendimentos de emergência não serão afetados nas unidades de saúde. Eles pretendem promover uma manifestação às 11h em frente à Câmara Municipal, na Cinelândia, Centro da capital fluminense. Ainda hoje os residentes vão se reunir, no final da tarde, para decidirem se a greve vai continuar no decorrer da semana.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.