Tamanho do texto

Criança estava no carro com a mãe, Alessandra Soares, quando foi atingida por tiros disparados por patrulha da polícia no RJ

O ex-cabo da Polícia Militar William de Paula, acusado de balear e matar o menino João Roberto Amorim Soares, de três anos, em 6 de julho de 2008, será submetido a novo julgamento na tarde desta terça-feira (9). William de Paula será julgado a partir das 13h pelo 2o Tribunal do Júri da cidade do Rio de Janeiro.

2011:  Ex-PM acusado da morte do menino João Roberto é absolvido

João Roberto Amorim (2012)
Reprodução
João Roberto Amorim (2012)

O menino estava no carro com a mãe, Alessandra Soares, quando os dois foram atingidos por tiros disparados por uma patrulha da Polícia Militar, em uma rua do bairro da Tijuca, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. William e o ex-soldado Elias Gonçalves da Costa estariam perseguindo criminosos, quando, segundo eles, confundiram o carro de Alessandra com o veículo que perseguiam.

Justiça:  Governo do RJ é condenado a pagar R$ 900 mil à família de João Roberto

Elias Gonçalves foi absolvido do crime em 2011. William, absolvido do crime de homicídio, em audiência em 2008, foi condenado apenas por lesão corporal, a pena de prestação de serviços comunitários. O Ministério Público pediu a realização de um novo júri.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.