Tamanho do texto

A polícia prendeu ontem, em Itajubá, no sul de Minas Gerais, o último acusado de envolvimento na morte do compositor norte-americano Raymond James Merrill. Nelson Siqueira Neves, de 40 anos, foi trazido para São Paulo para prestar depoimento na Seccional de São José dos Campos, no Vale do Paraíba.

O crime ocorreu em abril de 2006.

Conforme a polícia, o músico foi dopado com calmantes e bebidas alcoólicas pela namorada, apontada como mentora do plano. Eles se conheceram pela internet e Merrill a visitava no Brasil pela terceira vez. Com a ajuda de Neves e mais um homem, a namorada obteve as senhas dos cartões de crédito da vítima. Em seguida, eles efetuaram saques e, depois, enforcaram o norte-americano com um fio de cobre e atearam fogo. O corpo do compositor foi encontrado queimado em um terreno baldio em Caçapava.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.