Juiz condena Ziraldo por improbidade administrativa

Autor de "O Menino Maluquinho" foi condenado por mau uso de recursos públicos em festival de humor. Ele pode recorrer da decisão

Luciana Cristo, iG Paraná | 04/04/2011 20:08

Compartilhar:

Foto: Ismar Ingber Ampliar

O escritor Ziraldo

O escritor e caricaturista Ziraldo Alves Pinto, conhecido por livros como "O Menino Maluquinho", foi condenado por improbidade administrativa pela Justiça Federal de Foz do Iguaçu, região oeste do Paraná. A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal em atos relacionados à realização do evento "1° Festival Internacional de Humor Gráfico das Cataratas do Iguaçu".

Ziraldo e seu irmão, Zélio Alves Pinto, faziam parte da organização do Festival de Humor, como presidente de honra e diretor-geral, respectivamente, e são acusados de, junto com outras 11 pessoas, contratar empresas sem licitação para o evento e pagamentos em duplicidade por serviços e palestras com recursos municipais e federais. Todos podem recorrer da decisão.

O juiz federal Rony Pereira determinou a perda dos direitos políticos de Ziraldo por oito anos, prazo que começará a ser contado após a sentença transitar em julgado (quando não cabem mais recursos). Além de multa de R$ 50 mil, Ziraldo fica proibido, por exemplo, de receber incentivos fiscais, por cinco anos.

As penalidades também foram aplicadas a Zélio, que além de sócio-gerente da empresa contratada para organizar o evento, foi palestrante do festival. Ele deverá ressarcir R$ 10 mil aos cofres públicos.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo