Tamanho do texto

QUEBEC ¿ O ex-Beatle Paul McCartney convidou os canadenses anglófonos e francófonos a fumar o cachimbo da paz, às vésperas de um grande show ao ar livre que fará no domingo por ocasião dos 400 anos da cidade de Quebec.

A visita de Sir Paul não escapou dos debates lingüísticos canadenses. Um grupo de deputados do Partido Quebequense (separatista) e artistas francófonos criticaram abertramente o convite feito a um britânico para celebrar a América francesa.

"Acho que é hora de fumar o cachimbo da paz e deixar de lado as cantinelas. Esse é um espetáculo de amizade", declarou McCartney à Rádio-Canadá, consultado sobre a carta de alguns nacionalistas de Quebec contrários a seu concerto comemorativo do aniversário.

"Sou muito amigo dos franceses que conheço. Conheço pessoas de todas as nacionalidades. Sou amigo de alemães. Segundo estes argumentos, jamais deveria ir à Alemanha", acrescentou McCartney, referindo-se à Segunda Guerra Mundial.

Os organizadores esperam mais de 200.000 pessoas no domingo no parque Abraham, no coração da capital, onde os ingleses combateramos franceses em 1759.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.