Tamanho do texto

Eleito no Rio de Janeiro com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do PT de Marta Suplicy, Eduardo Paes (PMDB) elogiou o estilo de governar do prefeito reeleito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e disse que vai copiar tudo de bom da administração do colega. Paes participou hoje de uma entrevista na rádio Bandnews, quando interagiu ao vivo com Kassab, que estava nos estúdios da emissora na capital paulista.

O carioca citou iniciativas do paulistano, como a Virada Cultural e o programa Cidade Limpa, que gostaria de reproduzir no Rio.

"Aqui tem publicidade brigando com a vista do Cristo", afirmou Paes, que, no entanto, rejeitou a adoção do rodízio de automóveis na capital fluminense, dizendo que a situação do trânsito carioca é melhor comparado ao de São Paulo. Paes disse não ver fisiologismo na intermediação de serviços públicos por vereadores e concordou com Kassab na defesa do instituto da reeleição.

Num consenso, o prefeito paulistano afirmou que ficará satisfeito se couber a São Paulo sediar o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014, depois de ouvir de Paes que o Rio prefere ficar com a final. "Não tem disputa entre Rio e São Paulo, são cidades complementares", afirmou o carioca, acrescentando que os padrinhos políticos dos dois, os governadores Sérgio Cabral (PMDB) e José Serra (PSDB), têm bom relacionamento.

O prefeito paulistano elegeu o projeto do trem-bala, ligando as duas cidades, como uma prioridade. Paes ainda manifestou preocupação com uma nova epidemia de dengue no Rio e disse que é impossível garantir que não vai acontecer. "Ao contrário, há uma suspeita", afirmou o futuro prefeito da capital fluminense, ressaltando que montou um gabinete de prevenção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.