Tamanho do texto

BRASÍLIA - A Google do Brasil assinou, nesta quarta-feira, um termo de ajustamento de conduta comprometendo-se a adotar várias práticas contra a pedofilia no site de relacionamentos Orkut. Com isso, a Google passa a ser obrigada a comunicar todas as ocorrências de pornografia infantil ao Ministério Público.

A assinatura do termo ocorreu em reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada no Senado para investigar casos de pedofilia na internet. Também foi acordado que os dados deverão ser preservados por no mínimo seis meses para ajudar nas investigações da PF.

O acordo coloca um fim em disputa judicial que durou dois anos, entre a empresa e o Ministério Público de São Paulo. Segundo o relator da CPI, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), o acordo foi um avanço no combate à pedofilia, uma vez que 90% dos crimes sexuais contra crianças apurados no Brasil acontecem via Orkut. É uma vitória não só da Polícia Federal e do Ministério Público como de toda a sociedade brasileira, declarou.

Leia mais sobre: Google

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.