Tamanho do texto

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, votou nesta tarde pela extradição do ex-ativista político italiano Cesare Battisti. Em seu voto, Gilmar Mendes mostrou que Battisti deve ser extraditado porque foi acusado de crimes comuns e não políticos.

Com o voto de Gilmar Mendes, o julgamento terminou com um placar de 5 votos favoráveis à extradição e quatro contrários. Esse resultado, porém, não significa necessariamente que Battisti será entregue pelo governo brasileiro ao governo da Itália.

Depois do intervalo para o lanche, os ministros irão decidir se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é obrigado ou não a entregar Battisti ao governo italiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.