Tamanho do texto

Pelo menos dois eleitores soteropolitanos votaram duas vezes hoje, em Salvador, por causa de erros de mesários. Em ambos casos, ocorridos em zonas eleitorais diferentes, as pessoas (um homem e uma mulher) notaram, depois de votar, que os comprovantes entregues a eles não tinham seus nomes impressos, mas os de outras pessoas.

Eles, então, voltaram para refazer o processo e corrigir o erro.

O caso que teve mais repercussão foi o da recepcionista Rosilene Junqueira, que foi impedida de votar porque a mulher que votou duas vezes, identificada apenas como Rosimeire, já havia usado o número de seu título para votar, por confusão do mesário. "Quando entreguei meus documentos, fiquei sabendo que não poderia votar", disse a recepcionista. "Só espero que meu candidato ganhe."

O coordenador da 4ª Zona Eleitoral, onde aconteceu a confusão, Márcio de Almeida, afirma que as responsabilidades serão apuradas e o caso, enviado ao Tribunal Regional Eleitoral baiano (TRE-BA). Segundo o TRE, os casos só serão analisados a partir de amanhã.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.