Tamanho do texto

Nove mil famílias afetadas pelas fortes chuvas terão direito ao benefício

selo

Nove mil famílias de dez cidades do sul de Minas Gerais que decretaram situação de emergência por conta de enchentes e deslizamentos causados pelas chuvas receberão antecipadamente o Bolsa Família. Serão R$ 750 mil destinados aos municípios de Aiuruoca, Alagoa, Careaçu, Itamonte, Machado, Pouso Alegre e São Sebastião da Bela Vista, que estão em situação de emergência decretada pela Defesa Civil, além de Ipuiuna, Santa Rita do Sapucaí e Seritinga.

As 9,3 mil famílias atendidas pelo programa nessas regiões e que sofreram prejuízos com enchentes ou deslizamentos já podem sacar os benefícios sem necessidade de aguardar as datas correspondentes aos números de seus cartões. A flexibilização no calendário de pagamento visa dar suporte à população de baixa renda nesse momento de calamidade.

O Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) já havia antecipado recursos do Bolsa Família para Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis, Areal, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto e Bom Jardim, no Rio de Janeiro, e para o mineiro município Cuparaque.

Quem tiver perdido os documentos, entre eles o cartão do Bolsa Família, deve procurar a prefeitura para obter uma declaração de que é beneficiário e assim poder sacar o recurso na Caixa. O benefício varia de R$ 22 a R$ 200, de acordo com o perfil de renda e a quantidade de filhos de até 17 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.