Tamanho do texto

As fortes chuvas que caíram em todo o Rio Grande do Sul a partir da tarde de ontem causaram estragos em vários municípios do Estado. Santa Rosa, na região Noroeste, a 495 quilômetros (km) de Porto Alegre, foi uma das cidades mais prejudicadas pelo temporal, onde as águas invadiram casas de vários bairros da periferia, obrigando várias famílias a se alojarem no ginásio de esportes do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) da cidade.

O prefeito da cidade, Alcides Vicini (PP), disse que amanhã, deve decretar situação de emergência. Segundo a Defesa Civil, em dois dias choveu aproximadamente 160 milímetros (mm).

Já em Cerro Largo, na região da Missões, 498 km de Porto Alegre, o granizo de ontem danificou o telhado de 250 casas da área urbana. O prefeito Adair José Trott (PP) distribuiu lonas para os moradores e seis famílias tiveram de ser alojadas no Parque de Exposições.

Já em São Sebastião do Caí, na região do Vale do Rio Caí, a Defesa Civil monitora o nível das águas, que já chegou, até a tarde de ontem a nove metros do seu nível normal. O coordenador da Defesa Civil do município Gilberto Laubin, explica que a água começa a sair do leito do rio quando atinge 10,3 metros (m).

Em Porto Alegre, a chuva também provocou estragos. Um muro de seis metros localizado nos fundos de um condomínio desabou sobre seis carros na rua Pedro Boticário, no bairro Glória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.