Tamanho do texto

O vice-presidente José Alencar e o ministro da Justiça, Tarso Genro, disseram hoje que desconhecem se há abusos no uso de passagens pelo Executivo e afirmaram que não há nenhum problema de os ministérios serem investigados, a exemplo do que foi feito no Congresso. Não sei (se há abuso no uso de passagens no Executivo), mas acho que deveria ser investigado.

Acho que não há mal nenhum nisso e sou sempre a favor de investigações", declarou Alencar.

Já Tarso Genro comentou ainda que "se existe abuso (no uso de passagens), ele tem de ser apontado e as pessoas punidas, em qualquer poder". O ministro da Justiça observou ainda que, na sua pasta, "quem se nega a viajar se dá mal porque viagens, mais do que urgentes, são necessárias para o trabalho". E completou: "e se alguém faz uma viagem que não está caracterizada como trabalho, vai responder por isso". As declarações foram dadas ao final de cerimônia realizada no Ministério da Justiça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.