Principal suspeito morava de favor no local do crime
Reprodução
Principal suspeito morava de favor no local do crime

A Polícia Civil de Mato Grosso investiga um  crime brutal cometido contra um homem de 29 anos, identificado como Roger André Soares da Silva, no bairro Parque Cuiabá, na capital mato-grossense. A vítima foi esfaqueada tantas vezes que só uma perícia irá conseguir determinar a quantidade exata de ferimentos — estima-se que 30. 

Ele foi encontrado no interior de uma casa por uma testemunha que é parente do proprietário do imóvel, que estava viajando. Perto do corpo, o assassino desenhou crucifixos com o sangue da vítima, que também teria sido deixada em posição parecida com a de uma pessoa crucificada.

A principal suspeita é de que o crime tenha sido motivado por homofobia, pois a vítima era homossexual e teria sido atraída para uma espécie de encontro pelo suspeito, que, de acordo com as investigações, morava de favor naquela casa. 


Leia Também

A única testemunha disse aos policiais que não conhecia Roger e, também, que não viu durante o dia inteiro o homem que vivia ali.

A Delegacia de Homicídios afirmou que as investigações estão em andamento para esclarecer o caso e que todos os trabalhos periciais já foram realizados na cena do crime. O corpo já foi levado ao Instituto Médico-Legal de Cuiabá, onde passa por perícia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários