SP vai fechar todas as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim deste ano

Medida tem como objetivo reduzir custos. Expectativa da pasta é de obter uma economia de R$ 100 milhões por ano

SP vai fechar todas as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim deste ano
Foto: REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
SP vai fechar todas as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim deste ano

O governo do estado de São Paulo anunciou que vai fechar todas as bilheterias do  Metrô e da CPTM até o fim deste ano. A partir do ano que vem, a compra dos bilhetes será feita apenas por meio do aplicativo de celular ou nas máquinas de autoatendimento nas estações. A medida será tomada para reduzir custos.

Segundo a secretaria de Transportes Metropolitanos, os funcionários que exerciam a função na bilheterias vão ser realocados para outras áreas da adminstração. Ainda de acordo com a pasta, a expectativa é a de que o fechamento gere uma economia de R$ 100 milhões por ano.

Mais mudanças 

O horário de funcionamento do serviço será reduzido já a partir da próxima sexta-feira (8) nas estações Belém, da Linha 3 Vermelha do Metrô e Granja Julieta, na Linha 9 Esmeralda, que passarão a operar apenas nos horários de pico: entre 6h e 10h e entre as 16h e 20h. No dia 15, as bilheterias dessas estações serão totalmente desativadas. O calendário para as outras estações ainda não foi divulgado.

No final do ano passado, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos lançou o bilhete unitário digital para ser utilizado nas estações do Metrô e CPTM. O bilhete funciona por meio de “QR Code” no aplicativo ou pode ser impresso em máquinas de autoatendimento. O valor da passagem é o mesmo do Bilhete Único: R$ 4,40.

O usuário pode comprar diariamente pelo aplicativo até dez bilhetes que não têm prazo para expirar. Os bilhetes unitários em papel ainda não têm data para sair de circulação.