Joice Hasselmann
Reprodução: iG Minas Gerais
Joice Hasselmann

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP)  foi a público nesta quinta-feira (22) e revelou ter acordado "em uma poça de sangue" com diversas fraturas pelo corpo. Ela não se lembra do que aconteceu e, apesar de não descartar ter passado mal, acredita ter sido vítima de um atentado. O incidente está sendo investigado, mas, até o momento pouco se descobriu sobre o caso.

Nesta sexta-feira (23), em entrevista ao UOL, Hasselmann disse que um exame de tomografia que realizou revela que, para que as lesões fossem acidentais, ela teria que ter caído "pelo menos 6 vezes". A parlamentar também não tem marcas no corpo que sugiram resistência a algum ataque.

Segundo as investigações, esse e outros indícios sugerem que Joice tenha sido dopada e, depois, agredida.

O caso

Joice conta que a última lembrança que tem é da noite de sábado (17), quando estava em seu quarto, no apartamento onde mora, assistindo televisão. Seu marido, o neurocirurgião Daniel França, dormia em outro quarto — segundo ela, porque o cônjuge "ronca muito". 

"Domingo, umas 7h da manhã eu acordo entre meu quarto e o banheiro, no closet, com uma poça de sangue. Estava muito frio, eu estava muito gelada e tinha perdido muito sangue. Me arrastei até o meu banheiro e, quando eu cheguei no banheiro, tinha pingos de sangue no banheiro, o tapete estava empapado de sangue e o que me chamou a atenção foi o espelho, tinha gotas de sangue como se fosse jato. Mas como? Sangue do meu nariz vai estar no espelho? Mas eu estava totalmente atordoada, imediatamente eu pedi socorro", disse.

Ela foi atendida pelo marido, que a levou a um hospital para a realização de exames, que identificaram traumas no joelho, costela, ombro e nuca, além de cinco fraturas na face e uma na coluna.

Marido suspeito? Joice nega

Como estava presente no apartamento no momento do incidente, o neurocirgião começou a ser apontado nas redes sociais como um suspeito natural. Joice, porém, rechaçou a ideia e saiu em defesa do marido. Em resposta a um jornalista, a deputada condenou o que chamou de "uma ilação que só ajuda os criminosos".

"Não vou permitir injustiças e calúnias em cima de gente decente, honesta, nobre, em cima de um homem que daria a vida por mim. Isso é pura canalhice especulatória. Estou a disposição para responder o q quiserem; mas não ousem mentir."


Você viu?



"Aliás meu caro, muitos homens deveriam fazer curso com meu marido para aprenderem a ser homens de verdade. Um lord q NUNCA sequer levantou a voz para mim, que abre a porta do carro, puxa a cadeira para eu sentar, me espera com flores e uma taça de champanhe sempre q pode em casa", continuou.

Polícia investiga presença de terceira pessoa no apartamento 

Segundo a Polícia Legislativa, é improvável que a deputada tenha simplesmente caído em seu apartamento, já que tem diversas fraturas em pontos diferentes do corpo.

Segundo apuração do jornalista Guilherme Amado , do Metrópoles , os policiais analisam imagens das câmeras de segurança do prédio para apurar se houve presença de uma terceira pessoa, que teria adentrado o apartamento e atacado a parlamentar.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, Hasselmann disse que, após o episódio, tem mantido dois funcionários em seu apartamento; um deles, armado.

Parlamentar revela receber ameaças há mais de um ano

Joice relatou seguranças do Departamento de Polícia Civil já a escoltavam há mais de um ano, após as primeiras ameaças de morte que recebeu. Ela explica, porém, que a escolta funciona apenas no deslocamento, já que os oficiais não entram no apartamento da deputada.

"Eu tenho recebido ameaças diariamente, basta olhas as redes sociais (...) Uma das últimas ameaças eles [os policiais] chegaram à pessoa, descobriram quem era. Era um doente fanático pelo governo. Ele tinha arma, tinha porte de arma... Isso foi encaminhado para a polícia. A Dpol tem sido muito correta e tem vasculhado todos os tipos de ameaças, desde as mais inofensivas, até aquelas como a desse senhor que tem arma de fogo", contou.

No momento a parlamentar está medicada, amparada e diz que etá se recuperando rapidamente. Segundo sua assessoria de imprensa, a expectativa, é que ela não precisa passar por nenhuma cirurgia por conta das fraturas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários