Artista de rua é imobilizado no metrô de SP com golpe proibido em abordagens
Reprodução/redes sociais
Artista de rua é imobilizado no metrô de SP com golpe proibido em abordagens

Um artista de rua foi imobilizado com um mata-leão por um segurança do Metrô de São Paulo na última segunda-feira (31). A agressão aconteceu nas estações Ana Rosa e Vila Mariana da Linha 1-Azul durante uma abordagem. 

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento da ocorrência. Durante a abordagem, outros dois artistas teriam sido agredidos.

Em entrevista à TV Globo, o artista Kevin Rodrigues , de 23 anos, afirmou que estava em outro lugar e foi ao Metrô justamente para ajudar uma amiga que tinha sido agredida por seguranças. Ele admitiu que chegou à estação exaltado. "Realmente, quando eu cheguei perto dele [segurança], eu não cheguei calmo, não. Cheguei muito nervoso e antes mesmo de eu começar me pronunciar, antes das primeiras palavras, já estava sendo estrangulado."

Você viu?

O procedimento de imobilização chamado de chave cervical, conhecido popularmente como mata-leão, foi proibido pela Polícia Militar para abordagens no estado de São Paulo em julho de 2020. A proibição também se aplica para a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (GCM) desde setembro do mesmo ano. As medidas foram tomadas após diversos vídeos de violência policial repercutirem nas redes sociais.

Kevin disse que pretende registrar um boletim de ocorrência na próxima segunda-feira (7), em postagem nas redes sociais na qual compartilhou fotos das marcas deixadas pelo golpe. "Eu pretendo ser indenizado, sim, eu pretendo entrar com uma ação judicial contra o Metrô e o propósito de fazer é que eles coloquem pessoas capacitadas e de bom caráter pra fazer a segurança", escreveu o artista.

Em nota, o Metrô de São Paulo disse que irá "analisar a atuação dos seguranças, como realiza em todas as abordagens, para verificar a conduta e eventuais necessárias orientações e correções".

A companhia apontou ainda que é proibido pedir dinheiro aos passageiros e que as regras "são claras". "O Metrô sempre apoia a cultura e é reconhecido por suas exposições artísticas e musicais, de forma coordenada para não atrapalhar a circulação dos trens e o fluxo de passageiros".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários