Gael de Freitas Nunes, de 3 anos, foi encontrado pela tia-avó já desacordado na cozinha do apartamento
Reprodução
Gael de Freitas Nunes, de 3 anos, foi encontrado pela tia-avó já desacordado na cozinha do apartamento

Segundo o advogado de Andréia Freitas de Oliveira, sua cliente está " em paz e sereníssima " e não se lembra de nada do que aconteceu na última segunda-feira (10). Indiciada por homicídio qualificado, Andréia foi presa preventivamente na terça pela morte por  espancamento do seu filho, Gael, de 3 anos , no apartamento da família na região da Bela Vista, no centro de São Paulo. 

A criança morreu antes de chegar à Santa Casa de Misericórdia . Segundo o registro policial, o "laudo de atendimento médico" informa que a mãe " não demonstra afeto sobre a possível agressão ao filho ". Quando o resgate chegou para socorrer o menino, Andréia foi encontrada trancada no banheiro, em posição fetal embaixo do chuveiro com uma toalha na cabeça. De acordo com o advogado Fábio Gomes da Costa, ela não quer contato com nenhum familiar e não demonstra remorso

Ainda ontem, a mãe foi transferida para a Penitenciária Tremembé 1 , no interior do estado. A Justiça ainda avalia se Andréia irá ao Tribunal do Júri, o que deve ocorrer, segundo Costa. Ele diz que ainda avalia se pede um laudo psiquiátrico de sua cliente para decidir se pede transferência para uma prisão psiquiátrica.

Ainda segundo o advogado, ela não surtou por tomar remédios para emagrecer, mas sofria com os traumas de seu casamento, ocorrido entre 2007 e 2012, com o pai de sua filha adolescente. O advogado afirma que ele era "controlador, agressivo, chantagista".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários