O adolescente foi encontrado morto dentro de um freezer em janeiro deste ano
Divulgação/PCMS
O adolescente foi encontrado morto dentro de um freezer em janeiro deste ano

A Polícia Civil de Campo Grande (MS) acredita que a morte do jovem que foi encontrado em um freezer  na casa da família em janeiro foi acidental. Segundo as investigações, a possibilidade de ter ocorrido um assassinato está praticamente descartada. As informações são do portal UOL .

A principal hipótese é que o adolescente teria tido um mal súbito enquanto estava dentro do  eletrodoméstico e acabou morrendo, de acordo com a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA). As investigações sugerem que o jovem teria tentado usar o eletrodoméstico para se refrescar, devido ao calor que fazia no dia. "Analisando o caso, a gente percebeu que estava muito calor, há depoimentos de que ele [a vítima] sentia muito calor. E [acreditamos] que ele se banhava no quintal da avó", disse a delegada Elaine Belicasa ao UOL .

A morte da vítima foi apontada como indeterminada no laudo da perícia. De acordo com a  delegada, o corpo já estava em estado avançado de decomposição, uma vez que passou mais de 24h dentro do freezer fechado. Devido à situação, não é possível saber se o adolescente sofreu um infarto, derrame ou se a morte foi causada pelo choque de estar dentro do aparelho. "Estupro foi descartado", acrescentou a delegada.

Os policiais sustentam o argumento que o menor passou mal por algum motivo e, como o freezer fechou a porta, ele morreu. Segundo a delegada, um dos fatores que podem ter sido determinantes para a morte do menor foi o fato de ele usar anabolizantes escondido da família.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários