Vacina de Oxford, produzida em parceria com a Fiocruz
Reprodução: iG Minas Gerais
Vacina de Oxford, produzida em parceria com a Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disse nesta terça-feira (02) que acompanha a investigação do caso de  um idoso de 83 anos que faleceu no último sábado (30), dois dias depois de tomar a vacina de Oxford/AstraZeneca, em Manaus.

"Com relação ao caso relatado em Manaus, a Fiocruz vem acompanhando e aguarda informações das investigações que vêm sendo conduzidas pelas autoridades de saúde locais", disse a fundação, em nota.

"A vacina Oxford/AstraZeneca já teve seu uso autorizado pelas agências regulatórias da União Europeia, Índia, Reino Unido e Brasil, e mais de 5 milhões de pessoas já foram vacinadas em todo o mundo", complementou.

Segundo um familiar do idoso, ele vinha sentindo sintomas gripais, mas, como eram leves, resolveram vaciná-lo mesmo assim.

Ele também tinha pressão alta, mas tomava remédio. Agora só sabendo o laudo, vamos esperar, mas achamos melhor informar à FVS pela coincidência", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários