Além do bloqueio das vias, uso de máscara passou a ser obrigatório no transporte público nesta segunda-feira
Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas
Além do bloqueio das vias, uso de máscara passou a ser obrigatório no transporte público nesta segunda-feira

A Prefeitura de São Paulo começou hoje (4) a bloquear parcialmente avenidas para incentivar a população a aderir ao isolamento social e conter o avanço do novo coronavírus (Sars-Cov-2). O bloqueio ocorreu das 7h às 9h nesta segunda-feira nas seguintes avenidas: 

  • Zona Sul: Av. Moreira Guimarães x Av. Miruna;
  • Zona Norte: Av. Santos Dumont x Av. do Estado;
  • Zona Leste: Av. Radial Leste x Rua Pinhalzinho e
  • Zona Oeste: Av. Francisco Morato x Rua Sapetuba. 

De acordo com o prefeito Bruno Covas , os bloqueios podem ficar ainda mais restritivos, com interdição por todo o dia e limitação no tipo de veículo que pode circular na faixa principal.

Veja também: Cristo Redentor ‘usa’ máscara como conscientização contra o coronavírus

"A gente deve começar a fazer bloqueios definitivos em algumas vias da cidade a partir da segunda-feira e, também, se for o caso, rever essa lista de comércio essencial na cidade de São Paulo. Mas até o dia 8 vamos ver se é o caso de prorrogar a quarentena do jeito que está, flexibilizar ou tornar mais rígida a circulação de pessoas”, afirmou, em entrevista à Globonews.

Leia mais:Covid-19: Brasil tem 7 mil mortes e casos passam de 100 mil

Máscaras no transporte público

Também hoje (4) passou a valer o decreto que torna obrigatório o uso de máscaras  para passageiros e motoristas das linhas da Companhia Paulista Metropolitana de Trens (CPTM), Metrô, ônibus rodoviários, interestaduais e no município de São Paulo. A medida inclui também táxis e carros de aplicativo.

Segundo Covas, as empresas terão de desembolsar R$3.300 por dia caso passageiros sejam pegos desrespeitando o decreto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários