witzel
Eliane Carvalho
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou a prorrogação da querenta no estado até o dia 11 de maio. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (30).

Apenas serviços essenciais como supermercados, açougues, padarias, lanchonetes, hortifrutis, farmácias e lojas de conveniência. Porém os estabelecimentos devem adotar medidas de segurança para evitar aglomerações e garantir o distanciamento entre as pessoas. 

Leia também: Bolsonaro acusa estados de desviarem recursos do combate à Covid-19

O descumprimento será apurado pelas autoridades cabiveis. Fica mantido o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior e a suspensão da realização de eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em local aberto ou fechado.

O secretário estadual de Saúde, Edmar Santos,  também aproveitou a manhã desta quinta-feira para dizer que "em algum momento" o estado do Rio de Janeiro deverá adotar o chamado lockdown, isolamento total. O secretário projetou ao menos 140 mil infectados pela doença e um colapso da saúde pública nos proximos meses. Edmar ainda disse que " provavelmente fracassaremos" no atendimento aos doentes por causa da falta de leitos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários