Soldado
Cb Estevam/CComSEx
A vítima ficou internada até a última sexta-feira (10), quando não resistiu ao quadro de saúde e morreu.

O  soldado do exército Rafael Luz Marques Pereira, de 18 anos de idade, morreu após passar mal durante um treinamento de seu batalhão na cidade de Rondonópolis, no Mato Grosso realizado no dia 7 de abril. Uma denúncia afirma que a vítima teria sido vítima de tortura durante as atividades.

Leia também: AGU lança cartilha sobre condutas vedadas nas eleições municipais

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil, o soldado teria ficado sem receber água por um longo período após falhar em uma atividade de treinamento . O B.O. diz ainda que Rafael teria dito que não estava se sentindo bem, mas não foi dispensado do treino.

Depois de começar a vomitar e entrar em estado de alucinação, o soldado foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele ficou internado até a última sexta-feira (10), quando morreu em virtude do complicado estado de saúde. 

    Veja Também

      Mostrar mais