Nesta terça-feira (14), a Justiça determinou que o ex-médico Roger Abdelmassih cumpra pena em prisão domiciliar durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2). Encarcerado em Tremembé, interior de São Pauo, ele alegou fazer parte do grupo de risco da doença - ele tem 76 e doenças cardíacas.

Leia também: Covid-19: Cadáveres são empilhados em hospital nos Estados Unidos

Roger Abdelmassih
Fernando Donasci / Agência O Globo
Roger Abdelmassih

Leia também: Covid-19 e mensalidades escolares: tire suas dúvidas

Roger Abdelmassih foi condenado a 173, seis meses e 18 dias de detenção por abusar sexualmente de pacientes. Até outubro de 2019 ele cumpria pena em regime domiciliar . O benefício foi revogado depois da abertura de uma apuração por suposta fraude no estado de saúde dele.

Leia também: Coronafest: pessoas testam positivo para Covid-19 após evento em Rondônia

A decisão da juíza Sueli Zeraik é da última quinta-feira (9), mas só foi disponibilizada no sistema da Justiça nesta terça-feira (14). Até as 12h20, Roger Abdelmassih não havia deixado a penitenciária em Tremembé.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários