cvv suicídio quaretena arrow-options
Reprodução/CVV
Ligação para Centro de Valorização da Vida é gratuita em todo país

O Centro de Valorização da Vida (CVV), ONG que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção de suicídios, não registrou aumento de ligações no último mês, segundo a Folha de S. Paulo, quando começou o isolamento social, para evitar a propagação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), no Brasil.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu no último 30 de março que o isolamento social pode causar "casos de depressão, suicídios e mais mortes". "Se o emprego continuar sendo destruído da forma como está sendo, mortes virão. Outras, por outros motivos. Depressão, suicídio, questões psiquiátricas", afirmou Bolsonaro.

Contudo, o CVV , que é referência no assunto, não registrou aumento no número de ligações desde que a quarentena começou. Isso mostra que, ao menos, o número de pessoas que estão procurando ajuda para lidar com sua saúde mental permaneceu o mesmo de antes do isolamento.

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Para mais informações sobre o Centro de Valorização da Vida e como prevenir suicídios , acesse o site . Para receber apoio emocional é possível mandar um e-mail, pelo site, para a ONG ou ligar, anonimamente, para o número 188. Todas as informações do e-mail ou da ligação serão mantidas em sigilo. 


    Veja Também

      Mostrar mais