Bebê segue em monitoramento no hospital
Reprodução
Bebê segue em monitoramento no hospital

Um recém-nascido está internado na UTI neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana, em São Paulo, com teste positivo para o coronavírus. Segundo o hospital, o quadro dele é estável. O bebê nasceu há uma semana e foi internado na UTI devido a suspeita de cardiopatia e enterocolite, uma inflamação no intestino. Ele estava numa ala junto com outros  três bebês.

Leia também: Doria prorroga quarentena em São Paulo e volta a alfinetar Bolsonaro

O teste, que permitiu o diagnóstico, foi feito após a mãe do bebê ter relatado sentir cansaço e um pouco de secreção nasal. O teste da mãe também deu positivo e ela cumpre isolamento domiciliar.

O hospital informa que, após o primeiro diagnóstivo, foi feito teste nos outros três recém-nascidos e um deles deu positivo - dois tiveram resultado negativo. O segundo bebê está assintomático e recebeu alta na manhã de sábado.

Na nota, o hospital relata ainda que uma grávida, com 32 semanas de gestação, procurou o hospital com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O parto foi antecipado, mas o bebê não resistiu e morreu. O hospital afirma que ele não  sobreviveu "em consequência da gravidade do quadro de saúde materno".

O Santa Joana afirma que há expectativa de aumentos de casos de Covid-19 nas próximas semanas e deve crescer também a probabilidade de gestantes e bebês com suspeita ou diagnóstico da doença. A instituição adianta que segue todos os protocolos e orientações do Ministério da Saúde (MS) e comunica as autoridades do município e do estado sobre os casos registrados.

Leia também: Datafolha: 76% consideram importante ficar em casa para combater a covid-19

Você viu?

O hospital , que atende apenas gestantes e seus bebês, criou um Comitê de Crise formado por infectologistas, obstetras e enfermeiros, e  áreas específicas para casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, com UTI adulto e neonatal. O comitê multidisciplinar, segundo o hospital, foi o responsável por diagnosticar rapidamente o primeiro caso positivo em um recém-nascido.

Segundo a nota, outras grávidas que testaram positivo para coronavírus estão em isolamento domiciliar, por terem apresentado quadro leve da doença, e estão se recuperando dentro do esperado

"Os casos identificados de Covid-19 estão dentro da expectativa da instituição por ser uma maternidade de grande porte e que realiza volume alto de partos por mês devido a sua estrutura para receber também casos de gestação de alta complexidade".

Gestantes devem ficar em casa, diz MPT

Gestantes fazem parte do grupo de risco da covid-19 e precisam tratamento diferenciado no ambiente de trabalho. segundo especialistas, caso não sejam protegidas, isso pode até gerar problemas criminais para as empresas.

Leia também: Covid-19: "teste do vinagre" ajuda a identificar pacientes assintomáticos

"As orientações estão evoluindo tão rápido como o conhecimento da doença, mas há a orientação para que os grupos de risco - idosos, gestantes, lactantes, imunodepressivos, portadores de doenças pré-existentes - sejam protegidos, ficando em casa em licença, em home office ou em férias e bancos de horas antecipadas", disse Márcia Aliaga, procuradora-regional do trabalho e coordenadora nacional da Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (Codemat).


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários