Cedae está com dificuldades em normalizar a situação da água no Rio de Janeiro
Divulgação/Cedae
Cedae está com dificuldades em normalizar a situação da água no Rio de Janeiro

O Instituto Estadual de Ambiente (Inea) informou, em nota divulgada neste sábado, que, apesar do cheiro, cor e sabor estranhos, a água que é coletada na estação de tratamento do Guandu, gerenciada pela Cedae , está "de acordo com padrões estabelecidos". Segundo o Inea, o laudo foi realizado a pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

Leia também: Minas Gerais decreta situação de emergência em 47 cidades por causa das chuvas

"Os resultados mostram que a qualidade da água para tratamento convencional, visando o abastecimento público está de acordo com os padrões estabelecidos pela Resolução Conama 357/2005", diz a nota.

Leia também: No Espírito Santo, chuvas já causaram a morte de oito pessoas

O MP-RJ informou que será criado um Grupo de Trabalho da Secretaria Estadual de Saúde (SES) com as vigilâncias municipais, num prazo de até sete dias, para dar continuidade à análise da potabilidade da água tratada pela companhia. Também serão realizadas reuniões com órgãos ambientais e de vigilância para tratar dos problemas relacionados à água distribuída na Região Metropolitana da cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários