Tamanho do texto

Ao todo, dois mandados de prisão e 16 de busca e apreensão são cumpridos na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminenese, e na capital

pessoa olhando para tela arrow-options
Reprodução/Twitter
Polícia Civil faz megaoperação para combater pedofilia em 24 estados e no DF

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Duque de Caxias faz, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (8), a Operação Nova Infância , contra pedofilia. São dois mandados de prisão e 16 de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em municípios da Baixada Fluminense e na capital.

De acordo com a delegada Fernanda Fernandes , titular da Deam Caxias, um dos mandados de prisão é pelo crime de estupro e o outro por violência doméstica.

Leia também: Congregação mexicana admite que 33 padres abusaram de 175 menores

"No fim de agosto, fizemos a Operação Haziel, contra 32 pessoas, quando tivemos 10 prisões em flagrante. De lá para cá, estamos monitorando os alvos para rastreá-los e ver o que encontramos com eles. Além disso, tivemos acesso a fotos e vídeos com conteúdo pornográfico infantil, inclusive com atos sexuais e com criança e adolescente pelados", destaca a delegada.

Crime Cibernético

Os alvos da ação são suspeitos de produzir e compartilhar material pornográfico contra crianças e adolescentes. Eles podem responder pelos crimes de pornografia infantil e de divulgação de conteúdo de materiais pornográficos infantis.

Leia também: Padre é preso suspeito de estuprar garoto que trabalhava em sinal

"A gente já tem esse material compartilhado e queremos agora novas buscas e apreensões para identificar os autores do crime. O crime cibernético tem uma conexão e a gente quer chegar ao proprietário dessa conexão", Fernandes acrescenta.

Os presos e o material apreendido nesta quarta estão sendo levados para a Cidade da Polícia , no Jacaré , na Zona Norte do Rio.