Tamanho do texto

Funcionário contratado por shopping em Contagem, Minas Gerais, foi denunciado nas redes sociais e fez boletim de ocorrência negando o crime

Papai Noel arrow-options
Reprodução
Homem fantasiado não queria deixar menina de 10 anos sair do colo dele

Um Papai Noel acusado de assédio ao tirar fotos com uma menina de 10 anos em um shopping na cidade de Contagem, em Minas Gerais , fez boletim de ocorrência e disse que tem uma doença nos testículos após a mãe da garota dizer que ele teria ficado "excitado" quando a filha sentou no colo dele.

O funcionário foi contratado de uma empresa terceirizada para se fantasiar do bom velhinho e entrou em contato com a polícia para fazer uma denúncia por difamação contra a mãe da menina. Junto ao boletim de ocorrência, o homem anexou um laudo médico que comprova que ele tem hidrocele testicular, uma doença que causa aumento anormal dos testículos.

Leia também: Professora é demitida após falar para crianças que Papai Noel não existe

Em uma publicação nas redes sociais, a mãe escreveu que a filha pediu para tirar a foto com o Papai Noel e, depois, o homem não deixava que a menina saísse de seu colo. "Ele ficava a segurar a menina e não queria soltar. Ele ficava virando ela de uma perna para para outra até que eu puxei ela", disse.

A publicação, que chegou a alcançar mais de 2 mil compartilhamentos, foi posteriormente apagada.

Ao saber do caso, outra mãe também registrou um boletim de ocorrência dizendo que a filha dela também sofreu assédio do mesmo Papai Noel. Segundo o relato dela, as atitudes do homem pareceram estranhas e, ao analisar as fotos, teve a impressão de que havia "um grande volume do órgão genital".

Leia também: Após cartinha ao Papai Noel, menino de 11 anos ganha aparelho de audição

Após saber da denúncia, o shopping para o qual o homem prestava serviço cancelou o contrato dele, mas o profissional disse que trabalha no ramo há 30 anos e vai continuar com seus projetos.