passarela
Reprodução/TV Globo
Passarela caiu sobre quatro veículos: um carro, dois ônibus e ainda um caminhão

A Prefeitura de São Paulo informou que vai apurar quem são os responsáveis pela  queda de uma passarela de pedestres sobre veículos na Marginal Pinheiros na noite de quinta-feira (14). 

Em nota publicada no site da Prefeitura, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) afirmou que “a passarela era uma estrutura de apoio das obras da Ponte Pirituba-Lapa, que estão sendo executadas pelo consórcio formado pelas empresas EIT / Constran”. As investigações sobre as causas do acidente devem começar na próxima segunda-feira (18).

A passarela, que era de metal e provisória, desabou nesta quinta, às 19h10, segundo o Corpo de Bombeiros. A estrutura caiu sobre três carros e um ônibus. Ainda de acordo com os Bombeiros, houve apenas duas vítimas, que sofreram escoriações leves e foram levadas para o hospital.

A passarela caiu em meio a uma forte chuva e no momento em que muitos carros passavam pela Marginal para pegar a estrada. O desabamento ocorreu perto do Tietê Plaza Shopping, no sentido da rodovia Castello Branco.

Leia também: São Paulo terá feriado frio e chuvoso nesta sexta-feira (15)

As pistas da Marginal permaneceram fechadas por quase dez horas. Por volta das 22 horas, as duas faixas da esquerda já haviam sido liberadas. Às 3h, foram desobstruídas as pistas central e local. A liberação completa da vida só aconteceu por volta das 4h40 desta sexta-feira (15), nove horas depois da queda da passarela .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários