Familiares de vítimas de Brumadinho ainda aguardam respostas
Divulgação/Projeto Flor Amarela
Familiares de vítimas de Brumadinho ainda aguardam respostas

Um corpo foi encontrado, nesta sexta-feira, durante buscas na região de Brumadinho , em Minas Gerais. Oito meses depois do rompimento da barragem, essa é a segunda vítima encontrada em menos de uma semana. No último domingo, o Corpo de Bombeiros localizou o técnico da Vale Luciano Almeida Rocha. Segundo corporação, o cadáver achado agora estava na mesma região, conhecida como Remanso 4.

Leia também: Conheça quem era a 250ª vítima da tragédia de Brumadinho

Com a descoberta, sobe para 251 vítimas da tragédia; há ainda 19 desaparecidas — ao todo, são 270 vítimas.  Os bombeiros informaram que a vítima ainda não pode ser identificada por estar em avançado estado de decomposição. No entanto, como o corpo está intacto, as autoridades acreditam que seja possível fazer o reconhecimento dele.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo percorreu cerca de 4,5 km de distância do ponto inicial onde estava, quando aconteceu o rompimento da barragem . Ele estava soterrado há 1,5 m de profundidade e será encaminhado à Polícia Civil.

Funcionários da Vale e da TÜV SUD indiciados

No último dia 20, a Polícia Federal (PF) concluiu o relatório parcial de investigação sobre a tragédia e indiciou, sete funcionários da  Vale   e seis da consultora TÜV SUD pelos  crimes  de falsidade ideológica e uso de documentos falsos. Por se tratar de crime ambiental, as duas empresas também estão entre os indiciados. Nenhum executivo da mineradora está na lista, apenas um diretor da empresa alemã.

Leia também: Vale ignorou plano de emergência que poderia ter evitado 270 mortes

Os rejeitos atingiram a área administrativa da Vale e parte da comunidade da Vila Ferteco. O acidente em Brumadinho ocorreu três anos após a tragédia de Mariana, o maior desastre ambiental do país até então, que havia deixado 19 mortos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários