Tamanho do texto

Abusos sexuais começaram depois que mãe dos filhos do acusado morreu e eles precisaram se mudar para casa do pai, na cidade de Manaus

Homem falando para microfones arrow-options
Erlon Rodrigues/PC-AM
Delegado Torquato Mozer falou do caso

Um homem de 53 anos foi preso por estuprar a própria filha com deficiência intelectual na cidade de Manaus. Segundo a Polícia Civil do Amazonas, os abusos começaram no ano de 2017, quando a vítima, hoje com 30 anos, e o irmão dela, de 17 se mudaram para a casa do pai devido ao falecimento da mãe.

As investigações foram iniciadas após uma denúncia anônima feita na própria delegacia . O homem, um vigilante de identidade não revelada, teve pedido de prisão expedido na última semana e não confessou o crime. 

Leia também: Homem é preso por estuprar e engravidar filha de 15 anos  

“Ele nega ter cometido os abusos, mas os laudos médicos comprovaram que, de fato, aconteceu o delito”, afirmou o delegado Torquato Mozer. O suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável e está à disposição da justiça no Centro de Detenção Provisória Masculino de Manaus. Não há informação sobre o paradeiro dos filhos do rapaz.