Tamanho do texto

Atualmente, o transporte metroviário da capital mineira é feito por uma empresa do governo federal, que precisa autorizar a troca do serviço à iniciativa privada

Metrô de Belo Horizonte
Reprodução
Governo Zema quer privatizar o metrô de Belo Horizonte


Eleito com a promessa de expandir Minas Gerais da capital para o interior, o governador Romeu Zema (Novo) pretende privatizar o serviço de metrô de Belo Horizonte. A informação foi confirmada pelo secretário de Transportes e Obras Públicas, Marco Aurélio Barcelos, durante audiência na Assembleia Legislativa.

Leia também: Em dia de atos, governador chora ao anunciar investimento na educação em MG

Para que o metrô seja repassado à iniciativa privada, entretanto, é preciso de autorização do governo federal, já que o transporte metroviário de Minas Gerais hoje é controlado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos.

Durante a audiência, o secretário apresentou a atual estrutura da secretaria, explicou que a pasta aderiu ao contingenciamento feito em todo o Estado - em função do alto déficit financeiro vivenciado - e apresentou os principais projetos e perspectivas para esta gestão, bem como os desafios. Os orçamentos tanto da Setop quanto do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagens (DEER) tiveram contingenciamento de mais de 50% cada.

Leia também: Tremor de terra é sentido em cidades do interior de Minas Gerais e São Paulo

Entre os projetos priorizados por Zema está um planejamento para contornar a escassez de recursos de forma a viabilizar a conclusão das obras públicas paralisadas no estado.

O secretário aproveitou a audiência para anunciar que o governo está organizando um catálogo com o detalhamento de todas as obras paralisadas em Minas Gerais, que será apresentado aos deputados com objetivo de viabilizar um projeto de crowdfunding junto aos parlamentares.

Leia também: Onça-pintada rara que passeava pelas ruas de Juiz de Fora (MG) é capturada

“Essa é uma iniciativa que temos buscado. Queremos que todos os deputados olhem com muito carinho para este documento. Nossa ideia é contar com vocês para poder melhor direcionar as emendas parlamentares para aqueles projetos que têm condições de ter resolutividade em um curto espaço de tempo”, afirmou.

Barcelos disse ainda que o governo Zema já conversa com a União para continuar com o projeto de privatização do metrô.

A boa notícia é que o governo federal já sinalizou que quer estadualizar a CBTU e hoje estamos nos preparando para receber essa empresa e na sequência viabilizar a concessão da linha 1 e planejar a expansão para as linhas subsequentes do metrô ”.