Tamanho do texto

Traficante preso há 18 anos quer vender ainda outros produtos que serão confeccionados por dependentes químicos; entenda o planos de Beira-Mar

IstoÉ

Fernandinho Beira-Mar
Reprodução
Fernandinho Beira-Mar planeja modernizar seus negócios e agora quer vender livros e outros produtos pela internet

Preso há 18 anos, Fernandinho Beira-Mar planeja expandir seus negócios. Em uma cela da penitenciária federal de segurança máxima de Mossoró (RN), o traficante quer abrir um site de vendas para divulgar dois livros de sua autoria. 

Leia também: "Somos envolvidos com a política há mais de 40 anos", diz Fernandinho Beira-Mar

Uma das obras do traficante fala sobre Jesus Cristo, escrita para conclusão do curso de Teologia que fez à distância. O segundo livro é uma biografia onde ele conta sua história fugindo da Justiça e o período que se associou ao chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

Leia também: Condenado por tráfico, filho de Fernandinho Beira-Mar ganha liberdade no STJ

A ideia de Fernandinho Beira-Mar , segundo o UOL, é oferecer produtos que serão confeccionados por dependentes químicos que se tratam com uma organização não-governamental ligada a uma igreja evangélica.

O Código de Processo Penal (CPP) não prevê nenhum tipo de impedimento para que um preso condenado tenha uma marca ou um site com seu nome, mas terceiros devem cuidar da construção e da manutenção do site.

Leia também: Braço direito de Fernandinho Beira-Mar é preso pela PM no Rio de Janeiro