Tamanho do texto

Parte de uma ponte do complexo Alça Viária, que liga regiões do Pará, caiu na madrugada desse sábado no Rio Moju e cinco pessoas estão desaparecidas

undefined
Divulgação/Agência Pará
Parte da ponte do rio Moju foi destruída após embarcação se chocar com pilar


O Corpo de Bombeiros do Pará retoma neste domingo (7), pela manhã, as buscas no Rio Moju, na área em que parte da terceira ponte da Alça Viária desabou após uma balsa colidir com um dos pilares da estrutura. As buscas foram interrompidas no sábado (6) por volta de 18h20. Uma testemunha afirmou que dois veículos de passeio teriam caído. Pelo menos cinco pessoas estão desaparecidas.

Leia também: Cinco pessoas estão desaparecidas após queda de ponte sobre o rio Moju, no Pará

Com a ajuda da Capitania dos Portos, dez mergulhadores realizaram a varredura na área nesse sábado. Porém, não foram localizados carros nem vítimas. O governador do Pará , Helder Barbalho, e o vice-governador, Lúcio Vale, disseram que o estado continuará com as buscas no rio Moju pelas possíveis vítimas do acidente até que elas sejam localizadas.

Barbalho informou que serão construídas rampas (nos dois lados da ponte ) para possibilitar o fluxo de balsas no local onde a ponte foi destruída. Também disse que serão recuperados ainda os portos do Arapari, em Barcarena, e o Porto Bannach, na Avenida Bernardo Sayão, no bairro do Guamá, em Belém.

Leia também: Parte da ponte do rio Moju, no Pará, fica destruída após batida de balsa

Entenda o acidente

undefined
Fernando Araújo / Agência Pará
Parte de uma ponte do complexo Alça Viária, que liga regiões do Pará, caiu na madrugada desse sábado (6) no Rio Moju


A terceira ponte (no sentido de saída de Belém) do complexo de quatro pontes da Alça Viária, localizada na rodovia PA-483, desabou após uma balsa ter batido em um dos pilares. Segundo relatos de ribeirinhos, dois veículos que passavam na via no momento da colisão, caíram no rio, nenhum tripulante, certificado ou documento da embarcação que atingiu a ponte foi encontrado no local.

As primeiras informações dão conta de que a embarcação, que transportava dendê, teria perdido o controle. “Houve uma primeira tentativa de frear a balsa, mas não teria sido exitosa. Na segunda, teria paralisado o motor da balsa e a partir daí, ela ficou à deriva e colidiu com a ponte”, afirmou o governador, com base no relato de um trabalhador que estava no local.

Ainda segundo essa mesma testemunha, dois carros de passeio passavam pela parte afetada no momento da queda. No acidente, 200 dos 860 metros da ponte desabaram. Barbalho disse ainda que a Polícia Civil já está investigando o caso e que proprietária da balsa já teria sido contatada e estaria indo ao local para prestar esclarecimentos.

Leia também: ONG conclui que é “compreensível” baleia encontrada em área de mata no Pará

A ponte afetada é a terceira de um conjunto de quatro do complexo da Alça Viária construído sobre o Rio Moju . Ela fica na rodovia PA-483 e liga a região metropolitana de Belém com o interior do estado.