Tamanho do texto

O militar negociava a venda da arma por R$ 35 mil no estacionamento de um shopping na Barra da Tijuca; Fábio Henrique Soares atua há 13 anos na PM

undefined
Divulgação
Fuzil foi encontrado no porta-malas do sargento da Polícia Militar

O sargento da Polícia Militar Fábio Henrique Soares, foi preso nesta segunda-feira (1) no Rio de Janeiro, com um fuzil calibre 5.56. Ele estaria negociando a venda da arma por R$ 35 mil. Ela possui luneta e infravermelho, para melhorar a pontaria durante o período noturno e é do tipo usado por snipers, atiradores das equipes de elite das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar.

Leia também: Segurança e estudante ficam feridos durante tiroteio em universidade na Paraíba

O fuzil estava no porta-malas do carro do sargento da Polícia Militar no estacionamento do Shopping Downtown, na Barra da Tijuca, quando ele foi surpreendido e preso por policiais civis, que chegaram a Fábio por meio de uma denúncia anônima.

O militar é lotado no 5º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento na região central da cidade, e está na corporação há 13 anos. De acordo com a assessoria da Polícia, ele foi ouvido na delegacia do Leblon e, posteriormente, encaminhado para a Unidade Prisional da PM, no bairro do Fonseca, em Niterói, onde ficam os militares que respondem a ações na Justiça.

Leia também: Eduardo Bolsonaro denuncia agressão durante ato contra ditadura

undefined
Divulgação
Sargento da Polícia Militar é suspeito de negociar também venda de uma pistola

Além de Fábio, foram presas mais três pessoas. Uma tem passagem pela polícia por tráfico de drogas. A investigação busca explicar como o militar conseguiu o fuzil que seria vendido.

Leia também: Agente de trânsito é agredida após aplicar multa no ABC; assista

A Polícia investiga também se o sargento está envolvido na venda de armamentos por meio de aplicativos de celular. O sargento da Polícia Militar é suspeito de participar também da venda de uma pistola por R$ 13 mil no último domingo (31).