Segundo a vítima, camisinha usada foi jogada em sua bolsa dentro do Metrô de SP, durante uma viagem com o trem lotado
Reprodução/Facebook
Segundo a vítima, camisinha usada foi jogada em sua bolsa dentro do Metrô de SP, durante uma viagem com o trem lotado

Uma passageira do Metrô de São Paulo publicou, em suas redes sociais, uma denúncia de assédio ocorrido dentro de um dos trens da Linha 3-Vermelha, na manhã desta quarta-feira (4). Segundo a vítima, uma camisinha usada foi jogada dentro da sua bolsa, enquanto ela se encaminhava ao seu trabalho.

Leia também: Alunas da Unesp-Bauru protestam contra assédio de professores durante formatura

Lais Fernandes, que é funcionária da OAB-SP, localizada no centro da capital paulista, pega apenas uma estação do Metrô para chegar ao trabalho. De acordo com ela, apesar do percurso curto, a camisinha usada foi colocada em sua bolsa dentro do trem, que estava lotado.

"Eu pego uma estação só, da Pedro II até a Sé. Entrei no Metrô e ele estava cheio como o normal, desci na Sé. Quando eu cheguei na OAB, fui pegar o meu crachá, e foi o momento em que eu percebi", disse a vítima de assédio à reportagem do iG . "Eu já travei, né? Respirei e subi [para o trabalho]. Aí, eu mostrei para as meninas e elas tiraram [a camisinha da bolsa]", continuou Laís.

Em sua publicação, Laís conta que a camisinha estava aberta e usada. "Hoje aconteceu um negócio SURREAL, algo que você nunca imaginaria acontecer", escreveu a internauta, em seu depoimento. "Eu estou indignada. Como alguém tem a capacidade de acordar e pensar: 'hoje vou jogar uma camisinha usada na bolsa de alguém'??? É surreal, não é?!!", exclamou ela, em sua publicação.

Você viu?

Leia também: Homem que ejaculou em mulher e foi solto é preso novamente após novo assédio

Vítima não denunciou a camisinha usada jogada na bolsa

Como Laís já estava longe da estação quando notou o acontecido, não foi atrás da segurança do Metrô paulista . Perguntada se iria tomar alguma providência jurídica, ela afirmou à reportagem do iG que não.

"Ah, não vou denunciar. Até porque já joguei fora e nem vi quem foi, de onde veio...", afirmou. "Só quis publicar minha indignação mesmo", disse. "Eu fico triste, indignada. Imagina essas mulheres que são realmente assediadas e sabem quem foi e, na maioria das vezes, têm medo ou vergonha de denunciar", completou.

Leia também: Quatro em cada dez brasileiras já foram vítimas de assédio sexual, diz pesquisa

Procurada pela reportagem, a assessoria do Metrô de SP não se pronunciou sobre a camisinha usada jogada na bolsa até a publicação dessa matéria. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários