Eike Batista vira youtuber e possui, agora, página no Instagram para publicação de vídeos e divulgação do seu canal
Reprodução/Instagram
Eike Batista vira youtuber e possui, agora, página no Instagram para publicação de vídeos e divulgação do seu canal

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro solicitou, na última semana, a condenação do empresário Eike Batista na ação penal em que ele é acusado de crimes contra o mercado de capitais por operações irregulares em 2013 com ações da OSX, braço naval do grupo “X”  e em recuperação judicial. As informações são do jornal O Globo .

Leia também: PGR recusa acordo de delação premiada com Eike Batista

A juíza Rosália Monteiro Figueira, titular da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro é quem deve proferir a decisão. Eike está sendo acusado por cometer crimes de uso de informação privilegiada e manipulação de mercado. Caso seja condenado, o empresário poderá pegar até 13 anos de cadeia.

O que motivou a ação foi a investigação iniciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em que foram verificadas as vendas das ações da OSX em 2013. A operação aponta que antes da divulgação de fato relevante ao mercado sobre a transição no plano de negócios da empresa o grupo já passava por dificuldades e, ao vender os papéis, Eike teria lucrado ilegalmente, por isso é acusado por usar informações privilegiadas.

Você viu?

Já o crime de manipulação de mercado é configurado, segundo o MPF-RJ, por, naquele mesmo ano, a apresentação institucional da OGX informar que o navio-plataforma da petroleira produziria petróleo no Brasil no segundo semestre de 2013. No entanto, já estava certo que o navio não seria mais trazido ao país.

Primeiro, a 3º Vara solicitou que a Associação de Acionistas Minoritários se manifeste sobre o pedido do MPF e depois a defesa poderá falar para que, então, seja proferida a decisão do caso pela Justiça.

Redes sociais

Desde o fim de janeiro, o empresário  retornou às redes sociais e tem produzido conteúdo para a internet sobre sua visão nas áreas promissoras para negócios no Rio de Janeiro e no Brasil. Em janeiro também fez um ano de sua prisão , quando ficou três meses em reclusão em razão de um desdobramento da Operação Lava Jato onde ele foi citado por pagar propina ao ex-governador Sérgio Cabral .

Com mais de 1,28 milhão de seguidores em seu perfil, Eike já cravou que está voltando com tudo. “Estou de volta! Fiquem ligados em meu novo canal no Youtube e no Instagram, onde estarei contando um pouco da minha trajetória”, escreveu no Twitter. No último dia 22 ele deixou claro que não pensa em ficar parado e quer continuar empreendendo: “Feliz aquele que tem a oportunidade de se reinventar, fazer de novo, fazer melhor e maior, aprender com os seus próprios erros”, posto em seu novo perfil no Instagram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários