undefined
Waldiner Rabatski Limieri
Assalto à Protege de Araçatuba envolveu carros incendiados e dinamite; um policial civil foi morto

Um policial civil morreu e duas pessoas ficaram feridas durante assalto à base operacional da empresa de valores Protege em Araçatuba, no interior paulista. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo até o momento não divulgou as informações sobre o caso, que provocou pânico na população na madrugada desta segunda-feira (16).

Leia também: Criminosos sequestram médico e roubam ambulância para socorrer comparsa no Rio

Segundo a Polícia, aproximadamente 30 criminosos fortemente armados incendiaram veículos para bloquear a saída de viaturas do quartel da PM e utilizaram dinamite para derrubar um dos muros do prédio da Protege

Morador de uma residência próxima ao prédio da empresa, o policial civil André Luis Ferro da Silva, de 37 anos, saiu de casa para ver o que estava acontecendo e acabou morto ao ser atingido por um disparo. Seu corpo será velado ainda nesta tarde na Capela da Saudade, em Araçatuba.

Leia também: Redes sociais podem ser aliadas de estudantes na preparação para o Enem

Segundo a Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba, duas moradoras das proximidades também foram atingidas por disparos efetuados durante a ação criminosa e receberam atendimento médico ainda durante a madrugada. Uma das mulheres feridas levou um tiro no pé e a outra foi ferida de raspão por estilhaços. As duas foram liberadas após serem medicadas.

Na fuga, os criminosos ainda efetuaram uma série de disparos durante o trajeto para fora da cidade. Alguns veículos utilizados pelos bandidos durante a ação já foram encontrados, sendo que um deles já se encontrava no Mato Grosso, de acordo com informações da GloboNews .

Procurada pela Agência Brasil , a Protege não revelou se os bandidos conseguiram fugir com dinheiro e por meio de nota, disse apenas que seus funcionários estavam em segurança e que “a empresa está colaborando com as autoridades na investigação em curso”.

Leia também: Família que passou cinco anos refém do Taleban denuncia assassinato e estupros

Vídeo de motorista mostra pânico durante assalto à Protege em Araçatuba:


*Com informações e reportagem da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários