Tamanho do texto

Alvo de reclamações desde sua inauguração atrasada, em setembro, calçadão da rua Sete de Abril é 'inacabado' e cheio de obstáculos perigosos

No início da manhã desta quinta, buracos seguiam criando obstáculos na via. Doria havia prometido reparos há um mês
Reprodução/TV Globo
No início da manhã desta quinta, buracos seguiam criando obstáculos na via. Doria havia prometido reparos há um mês

Inaugurado oficialmente em setembro do ano passado, o calçadão da rua Sete de Abril, no centro da capital paulista, tem apresentado constantes problemas que atrapalham a vida de quem passa por ali. Os reparos, no entanto, que foram prometidos pela prefeitura da SP há um mês, ainda não foram feitos.

Leia também: São Paulo tem frota de ônibus sucateada e população espera atitude da prefeitura

Construído enquanto Fernando Haddad (PT) ocupava a prefeitura, o calçadão – que se estende por dois quarteirões entre as ruas Bráulio Gomes e Gabus Mendes – precisa passar por amplas reformas, ou até ser refeito, na atual gestão da prefeitura de SP para poder ser usado com segurança pelos moradores e transeuntes. 

Além de ser uma via cheia de obstáculos, com desníveis no piso e buracos, a obra, em dias de chuva, causa uma série de alagamentos na região. 

Alvo de reclamações há mais de um ano, o calçadão da rua Sete de Abril começou a ser feito em outubro de 2015 e deveria ter sido entregue em junho de 2016. Porém, por conta de atrasos causados por "imprevistos", a prefeitura adiou a entrega para agosto e, em seguida, para setembro do ano passado – quando enfim ficou pronto. 

Leia também: Prefeitura perde mais uma batalha para o tráfico na cracolândia em São Paulo

Hoje, a população classifica o calçadão como perigoso e o resume em "uma obra inacabada".

Descaso no reparo

De acordo com reportagem do SPTV , transmitida pela Rede Globo no início de abril, os moradores de um prédio na rua Gabus Mendes relatavam infiltrações no imóvel por conta da construção. A água invadia os porões, prejudicando o funcionamento dos elevadores. “A gente está sofrendo com isso”, lamenta o síndico Elci Marques. O problema é que já se passou um mês e a via continua apresentando os mesmos problemas.

Em nota enviada na época, a Secretaria das Prefeituras Regionais disse que a má utilização do calçadão na realização de carga e descarga de diversos caminhões, e o manuseio inadequado dos pisos por concessionárias têm ocasionado danos. Segundo a pasta, os responsáveis seriam notificados pelos atos.

Leia também: "Ao contrário do Lula, ganhei meu dinheiro trabalhando", diz João Doria

A respeito do alagamento, a secretaria afirmou, no início de abril, que havia recebido a informação de que estaria ocorrendo infiltração no subsolo de um banco do calçadão e que estava apurando o fato para tomar as providências necessárias. Em um mês, após total descaso da prefeitura de SP, nenhum reparo foi feito na via, que continua com buracos profundos e largos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.