Tamanho do texto

Foram comprados 292 veículos tipo furgão-cela para transportar os presos; automóveis possuem monitoramento por câmera e comunicador interno

Presídios de São Paulo foram os que receberam maior quantidade de veículos comprados pelo Ministério da Justiça
Reprodução/Google Maps
Presídios de São Paulo foram os que receberam maior quantidade de veículos comprados pelo Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou nesta semana que investiu mais de R$ 52 milhões em presídios estaduais do País. De acordo com a pasta, o repasse contribui para a modernização das unidades e integra as ações do Plano Nacional de Segurança Pública.

Leia também: Em 8 anos, governo só gastou 23% do que arrecadou para o Fundo Penitenciário

Foram entregues pelo Depen (departamento Penitenciário Nacional) 292 veículos do tipo furgão-cela para as administrações dos presídios estaduais nas 27 unidades da federação. São Paulo foi o estado que recebeu o maior número de veículos: 30, seguido por Minas Gerais, com 23, e Santa Catarina, com 21 furgões-cela. O investimento para as penitenciárias desses estados superou R$ 13,2 milhões, segundo o Ministério da Justiça .

De acordo com o diretor de políticas penitenciárias do Depen, Jefferson de Almeida, “a política de doação de veículos aumenta a autonomia dos sistemas prisionais estaduais, promove maior segurança no transporte e locomoção de presos”.

A pasta informa que as novas viaturas estão de acordo com as mais recentes normas do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e do CNPCP (Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária). Elas possuem capacidade para transportar oito presos, além da equipe de escolta. Os veículos são climatizados e possuem tecnologias de monitoramento por câmera e comunicador interno.

Leia também: STJ obriga governo de SP a oferecer banho quente a presidiários do Estado

A entrega dos furgões aos estados foi finalizada na última semana de abril. No fim de dezembro, o Depen repassou recursos da ordem de R$ 1,2 bilhão aos estados para construções de novas unidades penitenciárias , reformas e aquisições de equipamentos de modernização.

Invasão

Na tarde de ontem, cerca de 500 agentes penitenciários invadiram a sede do ministério, em Brasília, para protestar contra a reforma da Previdência , que está em tramitação no Congresso Nacional.

No início da noite, o ministro Osmar Serraglio recebeu uma comitiva dos manifestantes . Também houve reunião com o diretor-geral do Depen, Marco Antônio Severo Silva.

De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal, os agentes penitenciários quebraram a porta de vidro do acesso principal do Palácio da Justiça e ocuparam o Salão Negro do edifício-sede do Ministério da Justiça. A movimentação dos manifestantes foi acompanhada por equipes da Força Nacional de Segurança.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.