Tamanho do texto

Suspeitos pela morte do vendedor Luiz Carlos Ruas na estação Dom Pedro II foram reconhecidos por parentes; eles são primos e têm 21 e 26 anos

Primos Ricardo Martins do Nascimento e Alípio Rogério Belo dos Santos seriam os agressores, segundo a Polícia Civil
Reprodução/Sindicato dos Metroviários
Primos Ricardo Martins do Nascimento e Alípio Rogério Belo dos Santos seriam os agressores, segundo a Polícia Civil

A Polícia Civil identificou os suspeitos do assassinato do vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas , de 54 anos, na estação Dom Pedro II do Metrô de São Paulo na noite de Natal (25). São eles Ricardo Martins do Nascimento, de 21 anos, e Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos.

Segundo a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), que investiga o crime, os dois são primos e foram identificados por parentes por meio das imagens de segurança do Metrô .

Ruas foi espancado pelos dois homens às 22h25, dentro da Estação Pedro II. O ambulante teria sido agredido após defender um morador de rua homossexual, que teria se desentendido com os dois agressores. Uma das linhas de investigação é que os primos façam parte de um grupo de intolerância à homossexualidade.

LEIA TAMBÉM:  Teto de shopping desaba parcialmente na região sudeste de São Paulo

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o ambulante comercializava salgados e refrigerantes na Rua Vergueiro, na região central da capital paulista. Ele tentou correr até a bilheteria da estação para escapar dos dois homens, mas foi atingido por vários golpes e caiu no local. Os agentes de segurança do metrô o socorreram e o encaminharam ao Hospital do Servidor, mas ele não resistiu às agressões.

Polícia Civil está apurando caso de violência na estação Dom Pedro II, na região central de São Paulo
Reprodução/Google Maps
Polícia Civil está apurando caso de violência na estação Dom Pedro II, na região central de São Paulo



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.