Tamanho do texto

Polícia Militar fala em cerca de 5 mil manifestantes, já organizadores estima 30 mil pessoas em protesto na manhã deste domingo (4), em Brasília

Agência Brasil

Organizadores falam em 30 mil pessoas em manifestação deste domingo (4)
Fabio Roddrigues Pozzebom/ABr
Organizadores falam em 30 mil pessoas em manifestação deste domingo (4)

Manifestantes vestido de verde e amarelo lotam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, neste domingo (4). A manifestação é em defesa da Operação Lava Jato e contra o pacote anticorrupção aprovado na madrugada no dia 30 de novembro e com diversas modificações consideradas equivocadas pela população.

LEIA MAIS: ‘ Espero que alinhados ao Fora Temer não se interessem’, diz organizador

Em balanço parcial da Polícia Militar do Distrito Federal aponta que às 11h15 deste domingo (4) cerca de 5 mil pessoas participavam pacificamente da manifestação  no local, e que está previsto para ser encerrado às 13h. Já os organizadores falam em 30 mil manifestantes.

As manifestações pró Lava Jato e contra o pacote anticorrupção ocorrem também em pelo menos 200 cidades do País em horários diferentes e foram convocadas pelos movimentos Vem pra Rua e o Avança Brasil.  As forças de segurança pública e os líderes dos movimentos estimam a presença de 15 mil a 20 mil pessoas na Capital Federal.

LEIA MAIS:  Grupo faz protesto contra PEC dos Gastos e anistia ao caixa dois em São Paulo

Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-11-27/protesto.html

Restrições

Os manifestantes podem ficar apenas no gramado da Esplanada dos Ministérios, a partir da Catedral de Brasília até a Avenida das Bandeiras. Alguns manifestantes conseguir passar pelo bloqueio e espalhar imagens de ratos, que segundo eles representam os políticos, próximo ao espelho d'água do Congresso Nacional.

A maioria dos manifestantes carregam cartazes com frases como "Somos todos Sérgio Moro", "Fora Corrupção", "Estamos de olho: a Lava Jato não será sabotada", "Fim do foro privilegiado" e "Pressa do julgamento de políticos no STF".

Desde as primeiras horas da manhã deste domingo (4), os manifestantes têm acesso restritos à área da Praça dos Três Poderes, onde fica o Palácio do Planalto, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal, além dos ministérios da Justiça e das Relações Exteriores. O trânsito foi interrompido a partir da Rodoviária.

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal montou um forte esquema de segurança e retomou as revistas na Esplanada, após os incidentes do último dia 29, durante os protestos contra a PEC dos Gastos, quando houve confronto entre manifestantes e policiais.

Em São Paulo a manifestação será na Avenida Paulista, local onde ocorre diversas manifestações na cidade,  e tem previsão de começar  às 4h.

LEIA MAIS:  Governo Temer não vai se legitimar, diz Joaquim Barbosa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.