Tamanho do texto

Estabelecimento fica localizado no Brás, região central da capital paulista; após o controle do fogo, Defesa Civil fará análise estrutural no prédio

Shopping popular fica localizado na região central de São Paulo; Defesa Civil fará análise sobre situação das estruturas
Rovena Rosa/Agência Brasil - 24.11.2016
Shopping popular fica localizado na região central de São Paulo; Defesa Civil fará análise sobre situação das estruturas

Já passa de 18 horas o incêndio em um shopping popular no Brás, região central da capital paulista. O fogo no prédio começou por volta das 22h30 da última quarta-feira (23) e ainda não foi controlado. Equipes do Corpo de Bombeiros estão no local para combater os focos localizados na estrutura interna do edifício.

LEIA MAIS:  PGR pede que Justiça dos EUA intime pilotos do Legacy para cumprir pena

O capitão Matsuo, do Corpo de Bombeiros, cita as dificuldades para combater o incêndio no local. "O shopping tem três andares e a estrutura está totalmente danificada, isso dificulta nossa entrada. É um risco muito grande para o bombeiro entrar. Então adotamos a estratégia de combate externo: os bombeiros ficam do lado de fora, próximos da fachada”, explica.

Depois que o fogo for controlado, a Defesa Civil entrará no prédio para fazer uma vistoria e determinar se o centro de compras poderá ser reaberto ou se a estrutura está comprometida. De acordo com Matsuo, ainda não há previsão para o término dos trabalhos. “Ainda há certa periculosidade, não entramos no prédio porque corre o risco de queda das estruturas. O que está de pé são as colunas de vigas mais antigas.” Por volta das 19h desta quinta-feira (24), estavam atendendo a ocorrência 90 bombeiros , divididos em 30 viaturas.

LEIA MAIS:  Mortalidade infantil no País é a menor em mais de 40 anos, afirma IBGE

Mesmo com o incêndio , a região do Brás teve grande movimentação de consumidores ao longo de todo o dia. Apenas algumas lojas foram interditadas por precaução. Dono de loja em outro centro de comércio popular na vizinhança, Jack Daher assegurou que não tem medo de que algo semelhante ocorra no prédio onde trabalha. “Procuro ficar de olho, ver de uma maneira geral se está tudo em ordem.”

Óbitos

Outro incêndio ocorreu na quarta-feira nos arredores do shopping, deixando quatro mortos e 24 feridos . O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 4h e o fogo foi controlado cerca de uma hora depois. O imóvel atingido fica na Avenida Celso Garcia, onde há uma ocupação de imigrantes oriundos de diversos países. O edifício atingido pelas chamas foi totalmente destruído, segundo avaliação feita pela Defesa Civil.  “Vai ter que demolir porque toda a estrutura está comprometida”, ressaltou o coordenador operacional do órgão, Nelson Suguieda. No local, estrangeiros, principalmente bolivianos, viviam e trabalhavam em oficinas para produção de roupas.


* Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.