Tamanho do texto

Policiais cumprem mandados contra nove suspeitos de envolvimento nos confrontos que deixaram 11 mortos e incluíram o abate de um helicóptero

Tropas da PM circulam na Cidade de Deus, após operação no fim de semana, com queda de helicóptero e 11 mortes
Fernando Frazão/Agência Brasil - 11.11.16
Tropas da PM circulam na Cidade de Deus, após operação no fim de semana, com queda de helicóptero e 11 mortes

A Polícia Civil realiza na manhã desta quarta-feira (23) uma operação na Cidade de Deus, comunidade na zona oeste do Rio, com o objetivo de cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra nove suspeitos de envolvimento nos confrontos armados do último final de semana . A ação conta com a participação de aproximadamente 400 policiais civis, dentre eles 25 delegados.

O titular da Delegacia da Polícia Civil de Combate às Drogas (Dcod), Felipe Curi, informou que os indiciados responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de armas de fogo.

Sobre as investigações acerca da queda do helicóptero da Polícia Militar , que matou quatro policiais no último sábado (19), e dos sete corpos encontrados  em uma mata da região, no domingo (20), a polícia disse que os trabalhos de perícia e investigação foram feitos na área e que novas informações serão transmitidas em momento oportuno para não prejudicar as investigações.

Ainda na segunda-feira (21), a Delegacia de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou os sete corpos encontrados na Cidade de Deus. São eles: Leonardo Camilo da Silva, de 30 anos; Rogério Alberto de Carvalho Júnior, de 34; Marlon César Jesus de Araújo, de 22; Robert Souza dos Anjos, de 24; Renan da Silva Monteiro, de 20; Leonardo Martins da Silva Júnior, de 22; e um adolescente, de 17. Todos tinham marcas de tiro.

LEIA TAMBÉM:  Francês encontra fortuna em ouro escondida nos móveis de sua casa

A Secretaria Municipal de Educação informou que, a exemplo de outros dias, de acordo com a 7ª Coordenadoria Regional de Educação, 12 escolas, 3 creches e 7 Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) não tiveram aulas no turno da manhã desta quarta-feira, na região da Cidade de Deus. 

Força Nacional

Após o avanço da violência na Cidade de Deus durante o fim de semana, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, divulgou nota em apoio à Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro na operação que está sendo realizada na Cidade de Deus. O comunicado informa que Moraes ofereceu o aparato da Força Nacional de Segurança que está no Rio para contribuir com as ações que estão sendo realizadas na comunidade.

 *Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.