Tamanho do texto

Polícia Militar informou que não faz a segurança da universidade, que conta com guarda particular; aluno foi atingido no pescoço, mas passa bem

Segundo nota da USP, o aluno foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital Geral de Guaianases
Divulgação
Segundo nota da USP, o aluno foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital Geral de Guaianases

Um estudante do curso de Sistemas de Informação da Universidade de São Paulo (USP) Leste sofreu uma tentativa de assalto e terminou baleado na noite desta sexta-feira (17). O crime ocorreu pouco depois das 21h no estacionamento da instituição.

VEJA AINDA:  Paulista passa a ficar aberta para pedestres até as 19h

Segundo nota da USP , o aluno foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Geral de Guaianases. Os dois assaltantes atiraram contra o estudante, que foi atingido no pescoço. De acordo com informações da nota, ele estava consciente e conversando normalmente no momento do socorro, o que indica que o ferimento não foi grave.

A Polícia Militar (PM) informou que não faz a segurança da universidade, que conta com guarda particular. No campus Butantã da USP, uma base móvel da PM foi instalada em setembro do ano passado, perto de uma das entradas da Cidade Universitária.

O caso foi registrado no 24º Distrito Policial. Ninguém foi preso. Segundo a nota da instituição, a prefeitura da área Capital Leste está em contato com os órgãos centrais de segurança para encaminhamento de ações destinadas à maior proteção da comunidade.

Aluno já foi morto no Butantã

Em maio de 2011, o estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, foi morto com um tiro na cabeça  após uma suposta tentativa de assalto no estacionamento da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Felipe cursava o 5° ano de Ciências Atuariais e foi baleado por volta das 21h30, depois de assistir a uma aula no campus do Butantã, zona oeste da capital paulista.

Segundo a Polícia Militar, um guarda universitário ouviu o disparo e correu para o estacionamento da faculdade, mas, ao chegar no local, encontrou Felipe morto perto de seu veículo, um Passat azul-marinho. Um dos pés do rapaz estava dentro do carro e o resto do corpo, do lado de fora. Ao lado, havia uma chave quebrada, um celular e óculos.

Testemunhas contaram à polícia que, logo após sair da aula, Felipe foi seguido por um homem até o estacionamento.

LEIA TAMBÉM:  USP tem segurança reforçada após ameaça de ataques e paralisação de ônibus

Após a abordagem, o estudante entrou em luta corporal com o suposto assaltante, a ponto de quebrar uma maçaneta do veículo. Foi quando o assassino sacou a arma. Felipe ainda tentou entrar no carro, que é blindado, para se proteger, mas não houve tempo. Depois de balear o jovem, o bandido fugiu da USP sem levar nada.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.